Formação em Participação Política

O projeto Juventude, comunicação e políticas de saúde: incidência e prevenção contra a violência e o abuso de drogas, realizado pelo Núcleo de Incidência Política da organização em parceria com o Ministério da Saúde, tem o objetivo de contribuir para o fortalecimento das políticas públicas de saúde contra a violência e o abuso de álcool e outras drogas através do monitoramento feito por adolescentes e jovens de comunidades populares da cidade de Salvador, incluindo a criação de ações de mobilização social e de incidência política. Ao longo de um ano e meio de formação, o projeto propõe que jovens moradores e moradoras de três bairros do Subúrbio Ferroviário – Lobato, Periperi e Plataforma – busquem identificar as principais demandas de sua região nas políticas acima citadas e identificar as ações necessárias para superar desafios relacionados. Um dos principais eixos da formação é o uso criativo e estratégico da comunicação para o controle social, propondo que o grupo participante reconheça as políticas públicas de saúde direcionadas à juventude, verifique como e se atuam em seus bairros e, através de pesquisas, crie peças de comunicação para enfatizar a necessidade de ações que combatam a violência contra jovens e uso abusivo de álcool e outras drogas no Subúrbio Ferroviário. O projeto também propõe ações de intervenção social comunitária com atores estratégicos, como lideranças de bairro, agentes comunitários de saúde e comunicadores locais, mobilizando os bairros para o fortalecimento das políticas de saúde local, e qualificar a cobertura da mídia soteropolitana para práticas de cultura de paz e ações de prevenção, desuso ou uso responsável de álcool e outras drogas por adolescentes e jovens. O monitoramento realizado pelos jovens de Salvador vai contar ainda com um documento referencial de experiências de monitoramento de outras três capitais do Brasil: Belo Horizonte, Curitiba e Recife, nas quais participantes de organizações sociais farão suas pesquisas.