QUARTA DA MÍDIA JOVEM – CLAUDIA CARDOZO

O perfil da semana do #QuartadaMídiaJovem é da jornalista e fotógrafa que mora no nosso De jovem a profissional da CIPÓ, Claudia Cardozo tem boas histórias pra contar. Apesar da intensa rotina de trabalho entre o jornalismo e o judiciário, o que ela gosta mesmo é de registrar as coisas boas da vida.

Claudia Cardozo – Jornalista e fotógrafa, sócia-fundadora da empresa Buenas Imagens.

Claudinha Rosa, para os amigos, gosta mesmo é de contar e fotografar boas histórias, como a sua. Veio de Minas pra Bahia, aos 16 anos, mesmo período que entrou no curso de vídeo do Projeto Multimeios, em 2002, realizado pela CIPÓ. “Foi um ano divisor de águas. Conheci Salvador toda fazendo o documentário Redesenhando a Vida”. Passou a trabalhar como repórter adolescente, monitorando políticas públicas no site do projeto da Rede Sou de Atitude, quando teve os primeiros contatos com as técnicas do jornalismo e com as questões ligadas aos direitos humanos. “A CIPÓ mudou a minha vida, me sinalizou que precisamos batalhar pelos nossos direitos e mudou meu olhar sobre essas questões”. De educanda passou a integrar a equipe de Jovens Produtores da Kabum, onde realizou diversas produções e ganhou, junto com a equipe, o prêmio Olhar Jovem. Percebeu que precisava continuar estudando e o jornalismo já era uma escolha. Como profissional, atuou na Comunicação Institucional da CIPÓ. A carreira de jornalista foi se consolidando: foi estagiária de comunicação na ONG Safernet Brasil, jornalista do Sindicato dos Metalúrgicos da Bahia e se tornou Repórter de Justiça do jornal Bahia Notícias, onde atua há mais de cinco anos. “Quando eu vim para o jornal o editor me propôs ir para o setor de justiça, pela minha trajetória. O jornalismo para mim não faz sentido se não for para informar ao cidadão como acessar os seus direitos”. A busca pelo direito e justiça lhe rendeu um prêmio de jornalismo da OAB Bahia. Atualmente, também é jornalista do TRT da 5ª Região – Bahia, onde produz vídeos educativos sobre os serviços da justiça. “O poder judiciário ainda é pouco monitorado pelo cidadão”, justifica. O lado empreendedora ela pratica na sua empresa de audiovisual Buenas Imagens. Tudo começou fazendo pequenos trabalhos que os amigos pediam quando era jovem produtora. Com apoio da família comprou os próprios equipamentos e criou a sua empresa. “Essa é a parte leve da história, onde eu me divirto. Prefiro fotografar o amor, as famílias, o nascimento, o crescimento, as alegrias. Apesar da rotina pesada, Claudinha busca manter a leveza e alegria, como as história que gosta de registrar.

Claudia Cardoso com a turma da Kabum Novos Produtores Cláudia Cardozo quando era educanda da turma do projeto CIPÓ Multimeios

?

produzindo vídeo para os índios kaimbes, quando era integrante da Kabum Novos Produtores

Claudia Cardoso atuando como repórter do Bahia Notícias.2Claudia Cardoso atuando como repórter do Bahia Notícias

Recebendo prêmio da OAB quando a matéria foi premiada pela ordem Trabalhando na redação do Bahia Notícias

Fotografando casamento pela sua empresa Buenas Imagens Divulgação da empresa da Claudia Cardoso, Buenas imagens