QUARTA DA MÍDIA JOVEM – EMILAE SENA

Produtora Audiovisual e Educadora Social, Emilae Sena conheceu os processos comunicativos ao participar dos projetos da CIPÓ. Neles, aprendeu sobre comunicação e articulação política para o desenvolvimento comunitário. “O mais significativo pra mim foi a relação do autoconhecimento. A gente demora a perceber qual é o nosso lugar de pertença na comunidade e como fortalecer esse lugar”.

 

Foi educadora de audiovisual em diversos projetos e também atuou como repórter da Revista Viração e da Renajoc – Rede Nacional de Adolescentes e Jovens Comunicador@s, coletivo que integra. Entre uma formação e outra realizava produção de vídeos e fez a direção do filme Plataformas de Espetáculo e Magia. Essa produção trouxe muitas inquietações: “Passei a pensar como o audiovisual é um instrumento político, onde você tem que se colocar e promover mudanças através do produto”.

A partir daí vieram outras realizações. Atuou na produção local do filme Balú (2012), que foi gravado no seu bairro, no Subúrbio Ferroviário. Foi Assistente de Produção no filme Cinzas O Filme (2004) e fez Direção de Produção do O Som do Silêncio (2016); os dois últimos do Coletivo Tela Preta, onde realiza trabalhos. Foi Produtora, Editora e Pesquisadora no Documentário Forrobodó: Uma História de Forró na Bahia (2015). “A produção audiovisual é a área que eu mais me identifico. Organizar e criar ambiência para que todos possam desenvolver suas funções e fazer com que tudo saia conforme planejado. Acho que tem muito a ver com a formação que tive nos projetos da CIPÓ”.

Percebeu que poderia juntar as duas coisas que mais gosta de fazer: a formação e a produção. Fez diversos cursos e ingressou na faculdade de Publicidade e Propaganda. Apesar de não se ver atuando com publicidade, acredita que foi um passo importante na sua formação: “Aprendi muito sobre conceitos e teorias. Tento passar pra os jovens que eles precisam conceituar as referências que estão levando para o produto”.

Atualmente, é educadora de vídeo no Programa Corra pro Abraço, nas ações desenvolvidas pela CIPÓ – Comunicação Interativa e integra o Centro de Referência em Desenvolvimento e Humanidades – CRDH da UNEB – Universidade do Estado da Bahia. Além das produções audiovisuais, a educação está em todos os planos: “Ser educadora social ainda me fascina e em paralelo a isso quero ser professora universitária”. Nesse roteiro ela sabe que é autora, produtora e diretora de sua própria história. Conheça um pouco da atuação de Emilae Sena.

Emilae Sena Curso de audiovisual no MAM Projeto facmilEmilae Sena, Projeto no fundo do quintal no Centro Cultural Plataforma

Emilae Sena como educadora do projeto Trilha das Artes Ação do Carnaval Cortezia de ResponsaEmilae Sena, intermediando a exposição Dose de Escolha, projeto da CIPÓ-AmbevEmilae Sena, realizando oficina de vídeo no Centro Ipiranga, do proejto Cineclube Imagens Itinerantes, da CIPÓ.

Emilae Sena em atividade de sudiovisual com crianças, na comunidade Cidade de Plástico em Periperi.Filme O Som do Silêncio  
 Filme BalúFilme Cinzas